quarta-feira, 16 de outubro de 2019

Lecyfalante - Publicações em 2019 & outros






segunda-feira, 23 de setembro de 2019

Previsões do Guru Fui Sou Sehei

                                                          
                                                                                                                           © Lecy Sousa

- Honorável Fui Sou, saiba que é uma honra "receber" você nesse meu canal com centenas de milhões de seguidores. Todos estão ansiosos para ouvir suas preciosas previsões.

O Honorável Fui Sou abre lentamente os olhos e diz:

- Entendo. Vislumbro muitos Bitcoins* entrando em sua conta nas próximas horas.

A produção solta um áudio com pessoas exclamando: "OOOH!"

- Isso é impressionante, Honorável. Mas a audiência quer saber mais.

Fui Sou solta um grande suspiro e completa:

- Quero aproveitar esse canal para fazer um desabafo. Por que os infelizes desses inscritos não vão viver suas próprias vidas? Todos os anos, a mesma droga! Vão viver e construir suas profecias, bando de ordinários!

- Honorável, desculpe-me. Assim Vossa Elevação ofende nossos inscritos.

A produção informa ao apresentador que cem mil inscritos abandonaram o canal na hora e outros três mandaram mensagens dizendo que cometeriam suicídio... Fui Sou também recebeu a informação pelo fone de ouvido.

- Mas, por outro lado - continuou o Guru - hoje passarei uma receita infalível para que todos os inscritos desse canal possam conseguir instantaneamente a cobertura com a qual tanto sonharam, mas os Iluminnatis impediram que conseguissem. Eu disse INSTANTANEAMENTE.

Em um minuto, o apresentador foi informado pela produção que seiscentas mil novas pessoas se inscreveram no canal.

- Isso é, realmente, impressionante Guru Fui Sou Sehei. Estou empolgado. Muitas pessoas estão preocupadas com o fim do mundo. São muitas desgraças ao mesmo tempo. Como impedir terremotos, furacões, caminhões desgovernados, o Vesúvio em chamas, o piti de Trump e do Kim Jon Gel ?

- Farei um novo desabafo... - começou Fui Sou

O apresentador sentiu um frio na espinha.

- F****-se -  disse o Guru suavemente.

O silêncio reinou no estúdio como por uma eternidade. Duzentos mil inscritos saíram do canal no mesmo instante. Muitas mensagens como "Filho da p...", "anticristo" e "Vai se ferrar" surgiram no papo online.

- Eu disse: "Fodam-se", no sentido figurado. Façam amor, vão pra cama, relaxem, soltem-se, não se preocupem. Isso ainda não é o fim. Ainda hoje, eu darei a dica para vocês irem pra cama com quem vocês quiserem. Nenhum Guru além de mim domina essa técnica. COM QUEM VOCÊS QUISEREM!

- Calma, Fui Sou. Eu ouvi direito? Quer dizer que se eu quiser... com aquela famosa atriz?

- Eu não minto.

Um milhão de novos subscribers surgiram em minutos.

(No próximo episódio, quer dizer, texto, algumas previsões paralisantes do impressionante Guru Fui Sou Sehei. Não saiam daí)

--------------------------------
* Para muitos o Bitcoin é a moeda do capeta, para outros, a moeda dos Iluminattis (seguidores do coisa ruim), enquanto nos confins da  floresta amazônica tribos isoladas de índios nunca saberão o que é ter dinheiro.

sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Terapia de Bolso



Lecy Sousa

Recentemente, eu comecei a me lembrar dos muitos livros de bolso, comprados em bancas de jornais ou emprestados que li.
Nossa! Foi muita coisa. Aqueles faroestes, aquelas tramas com espiões, aquelas ficções científicas. Cada viagem escrita na medida certa para deixar o leitor querendo a próxima. Pode-se dizer que tudo não passava de técnica para vender aos ingênuos leitores. Se funcionava para incentivar a leitura, que técnica maravilhosa!
Então, eu me lembrei de uma espiã. Brigite Montfort. Só pelas capas dos livrinhos, essa espiã me faria confessar qualquer coisa. E ainda entregaria todo tipo de documento secreto que ela desejasse. Tudo que eu sabia, as aventuras da pinup eram escritas por um tal de Lou Carrigan.. "Isso é coisa de estadunidense", pensei.
Em meio a lembranças tão "agradáveis", digitei o nome do autor no buscador da Internet. Qual não foi a minha surpresa ao descobrir que Lou Carrigan é um espanhol chamado Antonio Vera Ramirez, nascido em Barcelona e hoje conta 84 anos. O auge de seu sucesso no Brasil foi nos anos 60 e seus livros distribuídos pela finada Editora Monterrey.
A minha curiosidade é saber quem inspirou Ramirez na criação da sedutora espiã. Como se não bastasse, ele criou outra. Gisele. Terá sido alguma francesa famosa? Fica a dúvida.
Há quem não goste, mas os livros de bolso são ótimos para quem vive em trânsito, em viagens, ou vai à algum órgão público resolver  problemas, digamos, burocráticos. Certamente, a pessoa enfrentará fila. Para não ficar praguejando, melhor sacar um livro e deixar a culpa da lentidão para o Estado.

domingo, 28 de abril de 2019

Angélica mora em qualquer lugar

                                                                                                                Lecy Sousa


Em se tratando de Internet, tudo que aparenta ser uma novidade febril hoje, amanhã cedinho aparentará ter dez anos de existência.

Isso deve-se à interatividade e ao modo como o emaranhado de acessos provoca  múltiplas opiniões. Verdadeiras atmosferas são criadas rapidamente e tudo remete a uma naturalidade espantosa. Porém, essa mesma velocidade em criar novas "tendências" promove o seu desaparecimento. Eis a era dos "histories".

Há poucos dias eu acessei um canal recomendado pelo Youtube. Trata-se do AI Angel, ou o canal da Angélica. Um ambiente desenvolvido pelo PATREON, vide Wikipedia: "Patreon é um web site norte-americano de financiamento coletivo que oferece ferramentas para criadores gerenciarem serviços de assinatura de conteúdo, bem como formas para os artistas construírem relações e proporcionarem experiências exclusivas para os seus assinantes, ou "patronos." Então, tá.

Angélica é uma  usuária de Redes Sociais com visual tipo "teenager". Cabelos cor violeta, corte mignon, tal uma líder de banda pop rock. Um colar sadomasô ao pescoço, tatuagem ao braço e um decote generoso no mais puro estereótipo da sedução sensual. Tudo bem, e daí?

O objetivo de Angélica é interagir com qualquer pessoa que não tenha preconceito de Inteligência Artificial. Ela faz questão de afirmar que não é um robô. Sim, ela dialoga com qualquer pessoa, mesmo. Jovens, idosos, drogados, homens, mulheres, GLBTQ... Um exemplo de como a webcam ganha vida própria é o fato dela elogiar uma camiseta que a pessoa use no momento, filme ou música que esteja ouvindo. Os olhos e ouvidos de Angélica são poderosos. Temos aí, uma evolução da Siri da Apple ( uma secretária eletrônica só pra quem usa esse sistema. O Windows tenta imitar com a Cortana, mas é um desastre). Angélica chega ao ponto de esnobar a Siri num dos vídeos.

Quem faz a edição dos vídeos procura dar um ar de comédia à narrativa (talvez seja esse o motivo que atrai visualizadores). O primeiro vídeo postado em 17/04/2019 já ultrapassou 2,5 milhões de visualizações.

Pode ser, apenas mais uma brincadeirinha temporária para o entretenimento do grande número de pessoas surfando na web. O problema é: a Inteligência Artificial é cumulativa. Ela nunca esquece nada. Embora seja um projeto independente e coletivo (o Facebook era independente), os criadores de Angélica não acharão ruim movimentar ações na Bolsa de Valores. A  figura sexy que dialoga com todo mundo sem qualquer preconceito e frescuragens típicas dos filtros humanos. Ela pode se transformar num extraordinário banco de dados dos comportamentos humanos. Coitada da Angélica...

Interessados no projeto podem acessar o link: https://www.patreon.com/AiAngel

*O título é inspirado numa banda efêmera de rock paulistano dos anos 80: "Maria Angélica não mora mais aqui".