segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Abraço é tabu

Quando surgiu na Internet a fofa campanha por Abraços Livres ou Free Hugs cheguei a pensar que a “coisa” se transformaria numa espécie de viral continuo e renovado. A iniciativa contagiou tanto que mesmo em bairros da periferia da periferia (não é erro de digitação e sem preconceitos) da América Latina jovens surgiram com aqueles cartazes que podem ser interpretados de duas formas: a pessoa concede abraços sem exigências ou ela aceita abraços sem acepção de pessoas.



Não demorou para a “onda” passar como mais um modismo do tipo foi bom enquanto durou para quem praticou ou já vai tarde para quem vê em qualquer atitude carinhosa uma segunda intensão.



Campanhas por abraços são audaciosas e, para os mais reticentes, ultrajantes. Há pessoas que interpretam um abraço como assédio sexual. Há indivíduos homens ou mulheres que nascem e crescem sem que seus pais lhes ofertem um único abraço carinhoso ou um beijo de boa noite. Muitos pais consideram essa atitude coisa de maricas (em relação aos filhos homens) e pedofilia (em relação às filhas). Há sempre pessoas desequilibradas que se valem dessas manifestações afetivas para praticarem suas bizarrices com crianças indefezas. Outras pessoas dizem que quem vive procurando abraço é gente carente. Gente “normal” não precisa dessas “frescuras”. Em alguns países beijo no rosto entre pessoas de qualquer sexo é ato cerimonioso e homens andarem abraçados pelas ruas pode ser coisa entre pai e filho ou demais parentes. No Brasil há uma forte tendência a tudo, nesse sentido, ser interpretado como exacerbação da libido sexual.



Curiosamente, pessoas que não estão habituadas a dar e receber abraços reagem com estranheza quando recebem um. O mais curioso é que indíviduos adultos não conseguem agir como multiplicadores quando se trata de um simples abraço. Muita gente precisa de épocas como o Carnaval para, embriagada, perder a vergonha e sair beijando até poste. Todas essas convenções são quebradas sob a máscara dos narcóticos e das bebidas alcoolicas. Mascarado o ser humano se encoraja para manifestar o carinho que deveria ser lugar comum em sua vida diária sem violações dos direitos humanos.



É possível que por meio da educação possamos aprender a separar afetividade fraterna e familiar de desejo ou inclinação sexual. Aquilo a que denominamos “Educação Sentimental”. Há livros que promovem o abraço como terapia diária utilizada com êxito em algumas escolas públicas. A campanha por abraços livres pode ter surgido como extensão dessa terapia.

Como diria um amigo poeta, Abraços Livres foi só mais uma campanha entre tantas outras para vender camisetas. Se abraçar desse lucro financeiro para os praticantes, o marketing seria mais ofensivo (no melhor sentido) e viveríamos um epidemia de afetividade sem precedentes na História.

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Sementes de Poesia


Eventos do ano poético.

sábado, 13 de fevereiro de 2010

[PoetasdelMundo_Brasil] : POETA DEL MUNDO SELECIONARÁ UM CANDIDATO PARA O NOBEL DE LITERATUR A- 2011 [1 Anexo]



 



 
 

 
 

 
POETA DEL MUNDO SELECIONARÁ UM CANDIDATO
 AO PREMIO NOBEL DE LITERATURA PARA 2011  
 
 
 
 
CHILE - Santiago: Pela importância que o nosso Movimento Poetas del Mundo tem, nos cinco continentes, com mais de 6.200 membros ate a data de 1} de fevereiro de 2010, consideramos de grande importância lançarmos a presente convocação para selecioanr um candidato  ao Premio Nobel da Literatura 2011.

Para este efeito, formaremos um Comitê Selecionador de candidaturas de poetas e escritores que aspirem o premio uma comissão selecionada para integrar aplicações com poetas e escritores e que não estejam impedidos pelas funções que desempenham. Oportunamente daremos a conhecer os membros do Comitê.

A partir deste momento estaremos aceitando as candidaturas dos que comporão o Comitê Selecionador - para o qual poderão participar poetas e escritores membros do Movimento Poetas del Mundo . As candidaturas devem ser enviadas para info@poetasdelmundo.com acompanhado de uma carta.

INTERESSADOS - ENVIAR EMAIL PARA DASPET@UOL.COM.BR
 
 

BASES:

1. Podem postular a indicação  poetas e escritores que sejam membros de Poetas do Mundo, por nome, nacionalidade, e-mail.

2. Os pedidos poderão ser feitos em  Espanhol, Francês,  Inglês e Português.

3. Dos poetas e escritores inscritos serão escolhidos 20 candidatos pela Comissão Selecionadora,  cujos nomes serão submetidos a votação popular que envolverá apenas os membros de Poetas do Mundo.

4. Na primeira rodada os três primeiros serão eleitos por maioria e de um segundo turno no candidato vencedor, a ser nomeado para o Prémio Nobel da Literatura 2011.

5. O Prémio Nobel da Literatura de um montante financeiro de cerca de um milhão de dólares.

6. Se o poeta ou escritor proposto pelo Movimento de Poetas del Mundo chegar a receber este prestigiado premio, entregará ao Movimento Poetas del Mundo um bônus de  cem mil dólares de subvenção para apoiar a sua infra-estrutura, programas e projetos.

7. Da mesma forma, no espírito de solidariedade devem compartilhar trinta  mil e vinte mil dólares americanos a cada poeta ou escritor que ganhou pelo voto popular o segundo e terceiro lugares, respectivamente.

8. Os nomes dos candidatos devem ser enviados para o poeta Luis Arias Manzo: info@poetasdelmundo.com [fundador e secretário-geral da Poesia Mundo], a partir desta data até 21 de Março de 2010 [dia internacional da poesia decretado  pela UNESCO] para iniciar a fase de selecção dos 20 poetas e escritores que irão concorrer nas eleições.

9. O comitê de seleção irá anunciar os nomes dos 20 selecionados em 21 de Junho de 2010.

10. A escolha da primeira rodada será a partir de 22 junho - 22 agosto de 2010, às 24:00 horas do Chile], tempo  em que os candidatos selecionados farão as suas campanhas e motivar os membros de poetas e escritores para exercer o seu direito de escolha.

11. Em 23 de agosto, ele divulgará os resultados da primeira rodada.

12. O segundo turno será realizada de 24 agosto - 13 outubro 2010, 24:00 hrs. [hora do Chile]

13. Os resultados da eleição será anunciado em 14 de outubro de 2010 [14 de outubro é o dia em que o movimento foi fundado PPDM e coincide com a cerimônia de abertura do 6 º Workshop Internacional sobre Poesia "OUTUBRO: Seguindo os passos do poeta ", que é realizada todos os anos no Chile, neste evento serão anunciados os resultados e o vencedor]

14. Os membros pdoerão votar  em um candidato e uma vez em cada turno do processo eleitoral.

1º de Fevereiro 2010.

NOTA:
A apresentação do candidato ao Prémio Nobel da Literatura pelos poetas do Movimento Mundial implica a plena aceitação destas regras por parte do selecionado, que recebendo o premio deve cumprir os seus compromissos


Luis Arias Manzo [Fundador - Secretario General] PPdM:
http://www.poetasdelmundo.com/verInfo_america.asp?ID=377

 
 
NOTAS:
1 .- Para um candidato a ser considerado, seu nome deve ser proposto por pessoas ou entidades qualificadas  segundo normas da  Fundação Nobel. Os organismos autorizadores se encontram  na Suécia e na Noruega e que irão  determinar se o candidato ou candidatos são elegíveis.
A seleção começa em fevereiro de cada ano, as diferentes entidades nacionais e internacionais aceitos pelos órgãos, propõe um número de candidatos em diferentes disciplinas. A escolha dos vencedores é regido sob certos critérios básicos, quais são seus méritos pessoais, independentemente da sua nacionalidade, raça, credo ou ideologia. Em nenhum caso suporta auto-nomeação.

2 .- Cada prêmio consiste de uma medalha de ouro, um certificado comemorativo e uma recompensa monetária devida consideração, por exemplo, este ano [2010], cada um prêmio será dado a nove milhões de coroas suecas, que são em torno de $ 913.700 .
O prêmio é dado a uma pessoa e, por vezes, repartido entre duas ou mais pessoas, também é dada às equipes de cientistas representada por seu Diretor de trabalho. Pode ser o caso declarado nulo, se não for a pessoa certa, como aconteceu durante as duas Guerras Mundiais, foram suspensos vários prémios, nomeadamente o Prémio Nobel da Paz que foi atribuído em cinco anos [1939-1943] . Não foi até 1917 e de 1944 para acabar com as guerras, ele foi premiado em ambos os casos, a Cruz Vermelha Internacional.

3 .- O Prêmio Nobel de Química e Física são concedidos pela Academia Real Sueca de Ciências. A Academia Sueca da Língua o de  Literatura. O Royal Caroline Instituto Médico-Cirúrgica, em Estocolmo, o de Fisiologia ou Medicina. O Prêmio Nobel da Paz é concedido pelo Parlamento norueguês, bem como o Prêmio Nobel de Economia, a última criada, pela  Real Academia Sueca.
Em 10 de Dezembro de cada ano, o aniversário de Alfred Nobel realizada uma cerimônia fúnebre e banquete no Stockholm Concert Hall para a entregados premios aos vencedores pelos Reis  da Suécia.
Publicação: 01/02/2010  -
http://www.poetasdelmundo.com:80/verNot.asp?IDNews=2152





O site gratuito da Academia Contagense de Letras - ACL:

www.academiacontagensedeletras.webs.com

OPA! O futuro está nas artes:
www.opart.org.br


Sobre persistências

Foto original: Filipe Marks

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Tiradas geniais

O Luciano Nunes é uma fera. Não sei sei o que ele está fazendo fora da imprensa mineira. Já sei, é o tal ego alheio...


http://www.blogdopodrera.blogspot.com/

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Pão & Poesia 2


Pão e Poesia: lançamento da 2ª edição
acontece no Verão Arte Contemporânea  

Impressos em embalagens para pão, a iniciativa literária traz poemas de Adriana Versiani, Alice Ruíz, Arnaldo Antunes, José Ouverney, Marcelo Dolabela, Paulo Franchetti, Paulo Urban, Sebastião Nunes e Wilmar Silva.
     No próximo dia 10 de fevereiro (quarta-feira), de 10h às 12h, no Teatro João Ceschiatti, em Belo Horizonte, acontecerá o lançamento da segunda edição do “Pão e Poesia – em qualquer esquina, em qualquer padaria”. A iniciativa literária se apropria da embalagem utilizada por padarias para divulgar a poesia e obras de artistas plásticos ao público. Ao unir o útil ao agradável, o projeto associa a necessidade de atender a fome de pão dos consumidores ao prazer destes em poderem saciar a “fome de beleza”, a partir do alimento poético. Afinal, como bem diz a canção do grupo Titãs, "a gente não quer só comida, a gente quer comida, diversão e arte". No embalo do pão, poesia. E vice-versa.
     Intitulado Verão Poetas: Ilimites ao Léu, o evento integra o Verão Arte Contemporânea 2010, que incluiu, pela primeira vez, a Literatura em sua programação. Na data, o público poderá participar de um bate-papo com os poetas Diovvani Mendonça – idealizador do projeto(foto acima) -, Dioli, Fabrício Marques, Leonardo de Magalhaes e Luiz Edmundo Alves. O encontro terá como mediador o jornalista, poeta e doutorando em Literatura Brasileira pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Marcos Fabrício.
     Vindos devários estados brasileiros, e de Portugal, foram inscritos 1200 poemas nas categorias Haicai, Trova, Soneto e Verso Livre. Gostaria de apertar a mão de cada um dos participantes. Não tive, ainda, o prazer de conhecer a maioria dos escritores e seria muito bom entregar a eles, pessoalmente, as embalagens com suas respectivas obras”, finaliza Diovvani. Para marcar o lançamento, os livros e CD’s vendidos durante os três dias do Verão Poesia serão embrulhados com as embalagens.
     Os saquinhos de papel trazem obras de artistas plásticos e de poetas, como: Adriana Versiani; Alice Ruiz; Arnaldo Antunes; Fabrício Marques; José Ouverney; Marcos Fabrício; Marcelo Dolabela; Paulo Franchetti; Paulo Urban; Sebastião Nunes e Wilmar Silva, entre outros (ver relação abaixo). Soma-se aos trabalhos dos 32 poetas/artistas plásticos convidados e homenageados, 108 textos selecionados por meio de inscrição via internet. Os desenhos usados como marca d’água nos versos das embalagens são da artista plástica Iara Abreu.
     Em sintonia com as causas ambientais, as 120 mil embalagens foram impressas no conceito Carbo-Neutro, neutralizando assim as possíveis emissões de gases de efeito estufa (GEE). As mesmas serão doadas, preferencialmente, às padarias das periferias da Capital e das cidades da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH).
     Realizado em parceria com o Instituto Aprender Profissionalizar (ONG), o projeto foi viabilizado pelo Ministério da Cultura (MINC) após ser o grande vencedor, na categoria local/estadual, do 1º Prêmio Pontos de Mídia Livre do Programa Cultura Viva do referido órgão.   

Poetas homenageados: José Ouverney, Paulo Franchetti, Paulo Urban e Sebastião Nunes. 
Artistas plásticos homeageados: Eduardo Vilela, Gilberto de Abreu, Guido Boletti e Jair Leal.  
Poetas convidados: Adriana Versiani; Alan Rodrigues de Carvalho; Alberto Murata;  Alice Ruiz; Arnaldo Antunes; Clevane Pessoa; Chris Herrmann; Conceição Parreiras Abritta; , Christiano Sotero; José Fabiano;  Fabrício Marques; Gustavo Felicíssimo; Leonardo de Magalhaes; Luiz Carlos Abritta; Marcelo Dolabela; Marcos Fabrício; Ronaldo Werneck; Maria Lúcia de Godoy Pereira; Oswaldo Soares da Cunha;Tânia Diniz; Teruko Oda;Thereza da Costa Val e Wilmar Silva. 
Somam-se nesta edição, 108 textos selecionados por meio de inscrição via internet. 
Serviço:
Data: 10 de fevereiro 
Horário: 10h às 12h 
Local: Teatro João Ceschiatti - Palácio das Artes
Endereço: Avenida Afonso Pena, nº 1.537, Centro - Belo Horizonte
Ingresso: R$ 2,00 (inteira) e R$ 1,00 (meia)

Informações:
3Caravelas - Assessoria de Imprensa
Jornalista Helenna Dias – MTB 11.912/MG
Contato: (31) 9972-0233

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Décadas em verso e prosa

Poeta Rogério Salgado comemora 35 anos de poesia




O poeta Rogério Salgado está comemorando 35 anos de carreira literária, iniciada em 1975 em, sua terra natal, Campos dos Goytacazes/RJ. E para comemorar essa longa caminhada, de muita luta em prol da poesia lança dia 16 de março próximo, na Status Café Cultura e Arte, à Rua Pernambuco, 1.150 – Savassi, a partir das 19h30, o livro inédito intitulado “Poemas”. Na ocasião, Virgilene Araújo, sua esposa estará também lançando seu primeiro livro solo “Código de Barras”.


Rogério Salgado é natural de Campos dos Goytacazes, interior do estado do Rio de Janeiro. Em 1980, com a morte da mãe, mudou-se para Belo Horizonte. Em 1983 criou a revista Arte Quintal, um dos  mais  importantes veículos culturais da época. Em 1993  criou o projeto  “In/Sacando a Poesia”, que consistia em colocar poemas dentro de saquinhos de embalar pães nas padarias, recebendo pelo projeto, o Prêmio Capital Nacional-Categoria Poesia, em Aracaju/SE, em 1998. Em 2000 criou com vários poetas, o Sarau da Lagoa do Nado, em BH, dando inicio a efervescência poética que iria crescer nos próximos anos na capital mineira. Figura em muitas antologias, entre elas: “A Poesia Mineira no Século XX”(Imago Editora-1999), organizado por Assis Brasil. Em 35 anos de carreira poética, publicou mais de 20 livros.


Virgilene Araújo nasceu em 17 de agosto de 1971, em Januária/MG. É graduada em Pedagogia com Ênfase em Necessidades Educacionais Especiais pela PUC Minas, Professora de Teatro na Educação  e membro do NEPPCOM/Núcleo de Estudos e Pesquisa do Pensamento Complexo/FaE/UFMG, desde 1999. Como Gestora Cultural - entre outros - idealizou e realizou, em parceria com Rogério Salgado,  o Belô Poético - Encontro Nacional de Poesia de Belo Horizonte, evento este que desde 2005 reúne na capital mineira, poetas de vários estados do Brasil e do exterior. Também, ao lado de Rogério Salgado,  vem realizando o projeto Poesia na Praça Sete, com os benefícios da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de BH, já em sua 3ª edição. É autora dos livros: Uai Poético Pesquisando as Raízes e Veias Poéticas (Belô Poético - 2001), Brincando de Representar (Belô Poético - 2001), Tipo Exportação (Belô Poético - 2004) e No Brasil tudo acaba em... (Incluído no livro Trilhas – Belô Poético - 2007), estes três últimos em parceria com Rogério Salgado.